Avançar para o conteúdo principal

Tag: My Style, my Life



Hoje decidi responder ao desafio da minha amiga blogger Carolina Oliveira do blog, Blogueira antenada, que faz parte de um grupo do facebook de blogs, que me lançou o repto de responder ao Tag criada por uma outra blogger, Thalita Rosan, para que se pudesse divulgar o trabalhos dos bloggers mais facilmente.

O Tag chama-se « My style, my life» e contêm 15 perguntas pessoais que permitem conhecer melhor os respectivos bloggers, sendo que no final são indicados outros bloggers para a corrente seguir.

Existem alguma regras que são descritas:
Usar a arte oficial do tag ou criar um.
Responder as perguntas do tag.
Indicar o blog criador da tag.
Indicar o blogger que te indicou.
Indicar mais bloggers para responder.

1- Nome completo?? - Cristóvão Carvalho

2- Data de nascimento?? - 14/01/1992

3 - Idade?? - É só fazer as contas, como diz o outro.

4 - Estilo musical preferido?? - Ouço um pouco de tudo, depende da circunstância, desde musica clássica, hip hop, rock até ao predilecto, que acaba por ser o jazz.

5 - Cantor, banda favorita ?? - Impossível para mim escolher uma banda ou um interprete isoladamente, Pink floyd, Janis Joplin, Sérgio Godinho, Zeca Afonso e tantos outros fazem parte do que mais gosto de ouvir

6 - Você estuda ou faz faculdade ?? Sim, frequento a Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra

7 -Você trabalha ?? -  Quando é preciso.

8 - Como define o seu estilo?? - Mais do que o estilo, acho que o que mais acaba por me identificar é a minha personalidade, ela afecta o meu estilo, por isso diria que mais importante do que o estilo ou o que se parece é o que se é, no interior, independentemente da roupa.

9 - Tem alguma música favorita?? - Não, mas algumas foram marcantes ao longo da minha vida.

10 - Tem algum blogger/youtuber preferido ?? Acompanho o trabalho de alguns youtubers portugueses em especial, desde logo o Rui Unas com o seu projecto Maluco Beleza, mas também alguns bloggers mais direccionados para a sociedade e futebol, O visão de mercado, O gordo vai à baliza e o pragmatismo político.

11 - Namora ou têm algum crush?? - Esta pergunta não faz grande sentido, todos somos «crushados» a certa altura.

12 - Porque começou o blog?? - Por diversão, passar o tempo mais bem ocupado e partilhar as minha ideias e tolices.

13 - Pretende trabalhar com isso ?? - Não faz parte dos meus planos, só gosto de escrever e partilhar o pouco do raciocínio que me acompanha com os outros.

14 - O blog está a ter o retorno desejado?? - Este projecto ainda está numa fase embrionária e até agora estou satisfeito, tenho visitas, as pessoas aparentam gostar do conteúdo e acima de tudo, divirto-me.

15 - Quais são os seus projectos para o futuro?? - Neste momento, o mais importante é focar no presente, para terminar o que precisa de ser feito, depois, o futuro o dirá, com confiança e esperança em dias gloriosos.

Respondido ao pedido, preciso de continuar a corrente, os indicados são:
Claudia Carvalho, do Blog «Clothes Up»
Bruna Alexandra, do Blog «TinyGirls Reviews»
Maria Ribeiro, do Blog «Mia's Choice»
Catarina Leonardo, do Blog «Wandering-life»
Vanessa Simões, do Blog«A Miúda»



Comentários

Mensagens populares deste blogue

O Homem controlador do Universo - Diego Rivera

A genialidade que se sugere este fim-de-semana está relacionada com o nascimento de um movimento cultural e social no México, o Muralismo mexicano e um dos seus mais influentes autores, Diego Rivera. Nascido em Guanajato, México, em 1886, Diego morreu com quase 71 anos em 1957 na cidade do México. Foi um dos mais influentes fundadores do movimento, juntamente com José Orozco e David Siqueiros. Ficou mundialmente conhecido o seu relacionamento com Frida Kahlo, mas foram diversos os seus relacionamentos, mesmo com Frida o seu relacionamento foi conturbado, tendo se separado e junto várias vezes com a pintora. Mas falando do que realmente interessa, das obras, foram várias as obras míticas que o pintor nos deixou. Influenciadas pelos gostos políticos de Rivera, que era um marxista convicto que acolheu Trotsky após a sua expulsão da União Soviética, as suas obras dão grande ênfase à componente social que se reflecte nos seus morais, que procuram mostrar a desigualdade entre

António Pedro Ribeiro - parte 1/2 - «A minha escrita foi-se tornando mais cortante e mais crua.»

  Chama-se António Pedro Ribeiro e assume-se como um escritor completamente livre. Seguidor da arte em estado puro, o poeta permitiu que esmiuçasse um pouco de si e da sua visão do mundo. Segue, a sua entrevista.

Viagens da nossa terra, Cáceres e Trujillo

Uma  rubrica semanal de Diogo Xavier, estudante da FLUC  e viajante a tempo parcial. Cáceres e Trujillo